imageArtigos

Dicas para um inverno mais caliente

A cerveja, bebida símbolo do verão, também pode ser apreciada no inverno com muita satisfação e requinte


A cerveja, bebida símbolo do verão, também pode ser apreciada no inverno com muita satisfação e requinte.

No inverno estamos receptivos a bebidas com teor alcoólico mais elevado, com maior corpo e de longa persistência aromática. Aromas de especiarias são bem-vindos, bem como de madeira, tostados e adocicados. Diferente de cervejas indicadas para matar a sede em dias de sol radiante, que possuem destaque na sua acidez, secas no palato e com aromas cítricos e herbáceos.
Estilos de cervejas com as qualidades para se apreciar no inverno? Podemos citar: Dubbel, Weizenbock, Porter, Stout, Old Ale, Barley Wine, Strong Lagers, entre outras.

Já a temperatura ideal de consumo vai depender do estilo e principalmente do gosto pessoal de cada um. A dica é: se você quer sentir melhor os aromas e sabores da sua cervejas, principalmente desses estilos que estou indicando, experimente em uma temperatura um pouco mais elevada do que seu costume habitual. Você perceberá como o sabor de sua cerveja irá se realçar. Para uma referência inicial, vide a seguir as sugestões com as fichas técnicas das cervejas.

Estrella Voll-Damm1. Voll-Damm

[Teor Alcoólico: 7,2% – Estilo: Märzenbier – Origem: Barcelona, Espanha]

Uma excelente cerveja de boas vindas para quem ainda não está muito acostumado com cervejas mais fortes. Ela apresenta um coloração acobreada e uma espuma branca bem formada. Desperta aromas de malte. Médio corpo e um saboroso e persistente amargor ao final. Combina com massas ao molho pomodoro e carbonara, carne de carneiro assado com alecrim e queijos semi-duros como gouda e emmenthal.

 

Schneider Aventinus2. Schneider Aventinus

[8,2% – Weizenbock/Cerveja Bock de Trigo – Kelheim, Alemanha]

Está é uma cerveja bock de trigo, de colocação marrom escura com uma  vigorosa espuma. Apresenta aromas de bananas secas e de especiarias. E possui um excelente equilíbrio entre amargor, doçura, acidez e alcoolicidade. Uma cerveja muito dinâmica em harmonizações, principalmente com carnes vermelhas grelhadas servidas com molhos agridoces e queijos de de massa dura, como o Grana Padano ou o Old Dutch/Old Amsterdan.

 

Thomas Hardy's Ale3. Thomas Hardy’s Ale

[11,7% – Barly Wine – Clyst St. Lawrence, Inglaterra]

Ao primeiro momento o consumidor mais desavisado irá pensar: mas isso é cerveja? Sim, apesar de sua aparência ser de uma bebida licorosa – quase sem carbonatação e consequentemente sem espuma. Ela é uma cerveja do estilo Barley Wine e pode ser armazenada por 25 anos, que seus aromas e sabores continuarão evoluindo na garrafa. Todas as garrafas são numeradas e safradas. Possui amoras potentes madeirados e frutados, como figo. Licorosa e complexa no palato, sua harmonização fica por conta de sobremesas como crème brûlée e queijos de fungo azul como o gorgonzola e roquefort.

 

E para você, qual é a sua cerveja ou seu estilo preferido para apreciar no inverno?

[div class="notice" class2="typo-icon"] Sobre o autor

Daniel WolffDaniel Wolff é sommelier, especialista em cervejas, e editor do Mestre-Cervejeiro.com

Fale com ele: Facebook, Twitter ou Email

[/div]

About Daniel Wolff

Sommelier de Cervejas, Diretor da rede de franquias Mestre-Cervejeiro.com e juiz internacional de concursos cervejeiros. Fundou o Mestre-Cervejeiro.com em 2004 para promover a Cultura da Cerveja, já tendo prestado serviços para diversas cervejarias e grandes empresas.